Entrar

Recuperar senha

Curadoria

Você sabe como é feito o seu paletó? Dá trabalho, viu!


Você sabe como é feito o seu paletó? Dá trabalho, viu!

 

O terno é, sem dúvida, a peça de maior destaque no guarda-roupa masculino, companheiro inseparável dos profissionais do mundo corporativo. Tradicionalmente é composto de três peças (daí a origem de seu nome): paletó, colete e calça. Erroneamente, convencionou-se chamar de terno o conjunto composto apenas de paletó e calça – que, na verdade, chama-se de costume,

 

Nunca compre um terno de material sintético. Não se pode fazer economia tola na hora de adquirir a peça mais importante do seu guarda-roupa será a base do seu visual. O terno deve ser 100% de lã fria, e você deve ter notado que há diversas variações de numeração: super 80, 100, 120, 180 e por aí vai, A numeração mais alta incida fios mais finos e nobres – e,portanto, mais caros-, enquanto numerações como 80 e 100 indicam que o terno é feito com fios mais grossos, que acabam dando um aspecto mais pesado e grosseiro ao conjunto.

Dica: uma regra fundamental na hora de vestir um terno de dois ou três botões é que o último botão sempre deve estar desabotoado.

No mundo corporativo só existem três cores de terno possíveis: azul-marinho, cinza e preto. Além das cores, há diversas opções de padronagem dos tecidos, como xadrez, espinha de peixe, listrado, risca de giz, o pied-de-poule. Por mais refinados e estilosos que sejam, esses tipos de terno podem apresentar uma desvantagem: marcam muito o visual do homem.

Portanto, seu uso não é recomendado no dia a dia, especialmente para quem conta com poucos ternos.

Assim, é mais interessante montar seu guarda-roupa dando ênfase aos lisos, nas cores já indicadas e só partir para opções com padronagens se você já contar com outras possibilidades.

Camisaria DeMoro | Rua 7 de abril 235 sala 206 – República, São Paulo – SP. CEP 01043-000 | CNPJ: 13.351.088/0001-38

ícone do whatsapp